Jovem aprendiz Ambev 2017 ilhéus

Jovem aprendiz Ambev 2017 Ilhéus inscrições abertas

Novas inscrições estão abertas no programa Jovem aprendiz Ambev 2017 Ilhéus, novas oportunidades de primeiro emprego para jovens da cidade de Ilhéus entrarem para o mercado de trabalho em empresas que contratam jovem aprendiz. A AMBEV abre vaga de jovem aprendiz 2017 para seu quadro de funcionários. Veja a Seguir.

Faça acontecer AMBEV Ilhéus. Acreditamos que a realização do nosso sonho, de ser a melhor empresa de bebidas, unindo pessoas por um mundo melhor, tem relação direta com a excelência do nosso maior patrimônio: a Gente Ambev.

Por isso, investimos em nossos funcionários de modo continuado. Incentivamos neles a crença de que não há limites para o crescimento profissional. Todos são treinados para tomar decisões e assumir responsabilidades. Assim, Nossa Gente defende o trabalho que realiza. Inscrições.

Ter pro atividade, saber trabalhar em equipe, saber ler e escrever bem é um diferencial para contratação e o Local Principal será em Ilhéus e o Horário é Meio período. Uma das melhores portas de entrada da Ambev está esperando para ser aberta. Por você. Trabalhe com as marcas que os brasileiros adoram e com projetos inovadores no Programa Jovem Aprendiz AMBEV 2017 Ilhéus.

Tornando-se um jovem aprendiz 2017 Ambev os jovens participam ativamente da rotina, dos processos e projetos da empresa, sempre provocados a sonhar grande e realizar sem limites.

A AMBEV por sua vez, além de cumprir sua função social, contribuirá para a formação de um profissional mais capacitado para as atuais exigências do mercado de trabalho e com visão mais ampla da própria sociedade. Mais que uma obrigação legal, portanto, o programa Jovem Aprendiz Ambev é uma ação de responsabilidade social e um importante fator de promoção da cidadania.

Quem pode ser Jovem Aprendiz 2017 Ambev

Jovens de 14 a 24 anos incompletos que estejam cursando o ensino fundamental ou o ensino médio. A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência. A comprovação da escolaridade de aprendiz com deficiência mental deve considerar, sobretudo, as habilidades e competências relacionadas com a profissionalização.